Documentário traz de volta a saudosa TV Manchete - Confira o Teaser

sábado, 15 de agosto de 2009

Site da Rede Record é atacado por hackers neste sábado

O site da Rede Record foi atacado por hackers na tarde deste sábado (15). Por volta das 14h40, os internautas que tentaram acessá-lo encontraram uma página com ofensas - que, entre outras, chamava os bispos da Igreja Universal, donos da emissora, de "ladrões" -, a foto sensual de uma mulher e um logo da Rede Globo.

Procurada pelo UOL Notícias, a assessoria de imprensa da emissora não foi encontrada. Uma funcionária da empresa que não quis se identificar, disse que a emissora ficou sabendo do ataque por volta das 15h e que já estava tomando as devidas providências. Ela não soube precisar quanto tempo a página modificada pelos hackers ficou no ar.

Veja como ficou a página principal do site

  • Reprodução

Mais Lenha: Revista Veja publica matéria sobre Igreja Universal




















A Veja da última edição disponibilizou nada mais do que 10 páginas para aborar o "assunto" do momento, o desvio de dinheiro da Igreja Universal do Reino de Deus para a Rede Record de televisão,e tambem sobre a acusação de lavagem de dinheiro por parte de Edir Macedo e sua trupe. Espero que desta vez os acusados sejam punidos como qualquer cidadão do país; Se não vai acabar em pizza, como frequentemente acontece no país.

"Repórter Record" de amanhã terá como tema: Rede Globo

A Rede Record tem colocado em sua programação chamadas exaustivas para que o seu público assista amanhã o "Repórter Record", no qual chamam de especial.Claro que a reportagem vai falar contra as Organizações Globo, vão repetir tudo o que já tem sido dito há anos pela Record e pela Universal.Mas acho que a emissora deveria usar o seu espaço para responder as acusações do Ministério Público, e não atacar quem divulgou a reportagens das revistas e jornais.
Me lembro que há bem pouco tempo a Record atacou de forma agressiva a Globo, que se calou sobre essas matérias.Engraçado que ela, Record, pode atacar, mas quando é atacada se diz perseguida. Aos bispos cabem provar que não existe nada de errado contra eles nem com a igreja. Nem sempre a melhor estratégia é o ataque. Critiquem também em seus telejornais a Folha de s. Paulo, o jornal O Globo, O Estado de S. Paulo e os outros veículos de comunicação que divulgaram as matérias.
Claro que a Globo não é santa e claro que ela ia usar essas matérias e acusações do MP para bombardear a Record e a igreja Universal. Ninguém poderia esperar outra coisa.Está parecendo desespero por parte da Record. A Globo nem cita as acusações feitas pela igreja Universal nem exibe imagens do "Jornal da Record".Amanhã será mostrado uma entrevista exclusiva com o bispo Edir Macedo.
(Informações do Blog Comentários da Televisão)

[VÍDEO]Igreja Universal Prega Boicote a Rede Globo: Pastores indusem fiéis a não assistirem mais a Globo, como se fosse pecado


Brasil sofre, mas bate a Alemanha e mantém invencilidade no Grand Prix

Seleção de José Roberto Guimarães precisa do tie-break para conquistar sua oitava vitória e manter liderança na competição

Foi muito sofrido, mas a seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu derrotar a da Alemanha por três sets a dois, em Mokpo, Coréia do Sul, na madrugada deste sábado (horário de Brasília), e manteve sua invencibilidade no Grand Prix e a liderança na competição. Além do Brasil, apenas a Holanda ainda não perdeu. As parciais do jogo, que durou 2h07m, foram de 25/27, 25/15, 25/29, 19/25 e 15/10.

Divulgação/FIVB

Thaisa, maior pontuadora do Brasil no jogo, corta e vence o bloqueio da alemã Heike Beier

Thaisa foi a maior pontuadora do Brasil, com 19, mas Margareta Kozuch foi a que mais pontuou na partida: 25. Neste domingo, às 8h30m (de Brasília), o Brasil encerra sua participação na primeira fase da competição contra as sul-coreanas.

O jogo começou bem equilibrado, mas com as alemãs dominando o marcador. Depois de a Alemanha escapar três pontos na frente, o Brasil conseguiu ir para a primeira parada técnica com 8 a 7 a seu favor, depois de um bloqueio triplo que explodiu em Fabiana e caiu na quadra adversária. Na volta, a partida continuou muito parelha, mas as brasileiras é que lideravam o placar. Quando o Brasil fez 12 a 9, o técnico italiano Giovanni Guidetti, da Alemanha, pediu tempo para tentar acertar sua equipe.

Não deu certo, a equipe de José Roberto Guimarães continuou melhor em quadra e ampliou a vantagem para 15 a 10. Sacando em cima de Mari, as alemãs conseguiram dois pontos seguidos, mas depois de um ataque de Fabiana, o Brasil foi para a segunda parada com 16 a 12 a seu favor. As campeãs olímpicas foram se acertando em quadra e aumentaram a diferença no placar, chegando a 20 a 15. Mas as rivais reagiram e encostaram: 20 a 18.

Zé Roberto pediu tempo e na volta o Brasil fez logo um ponto, mas o jogo voltou a ficar muito equilibrado. Após um erro brasileiro, as alemãs ficaram só um ponto atrás (23 a 22) e conseguiram empatar no momento crucial do primeiro set: 24 a 24. Depois de um rali, a Alemanha acabou fechando o primeiro set em 27 a 25.

Brasileiras viram o jogo

O segundo set começou com o mesmo equilíbrio do primeiro, mas o Brasil conseguiu abrir uma vantagem boa de 8 a 2. Na volta da parada técnica, o panorama da partida continuou igual, com o Brasil dominando e ampliando sua vantagem, que chegou a 11 a 4, depois a 13 a 5, 14 a 6 e foi para a segunda parada técnica do set com 16 a 9, após ataque de Natalia. A superioridade brasileira neste momento do jogo era grande, e as alemãs pouco poderiam fazer para evitar o empate. Num bloqueio duplo de Natalia e Thaisa, em que a bola bateu na segunda, o Brasil venceu o segundo set por 25 a 15.

Como nos dois sets anteriores, o terceiro também começou equilibrado. Com o Brasil cometendo erros de passe e recepção, as alemãs se aproveitaram e foram para a primeira parada técnica com 8 a 6 no placar, após uma cortada de Margareta Kozuch que bateu no bloqueio brasileiro. Na volta, a Alemanha conseguiu ampliar o marcador para 11 a 7. Quando o placar chegou a 13 a 9, Zé Roberto pediu tempo, mas os erros de recepção continuaram e ele tirou Natalia e pôs Sassá em quadra.

O Brasil melhorou e após três bloqueios seguidos, o último com Fabiana, a melhor jogadora brasileira em quadra naquele momento, fez o 12º ponto encostando no marcador, ficando somente três pontos atrás. Com 16 a 13, a Alemanha foi para a segunda parada técnica do set mantendo a vantagem. Mas na volta, a seleção brasileira conseguiu finalmente chegar ao empate em 16 a 16 após toque na rede do bloqueio alemão.

Em bloqueio de Thaisa, o Brasil virou para 18 a 17, e com um ataque e um bloqueio de Adenizia, ampliou a vantagem para 21 a 18. Depois de tempo pedido pelo técnico da Alemanha, Natalia sacou e fez o 22º ponto. O 23º veio logo em seguida num erro alemão, e o Brasil virou o jogo, fechando o set em 25 a 19, após cortada fulminante de Thaisa.

Alemanha reage e jogo vai para o tie-break

Divulgação/FIVB

Dani Lins, Thaisa e Fabi (de costas) comemoram mais um ponto do Brasil contra a Alemanha

Novamente, um set começou com as duas equipes se alternando na frente no marcador. Mas a Alemanha conseguiu escapar após vários erros do Brasil, chegou a 7 a 3 e foi para a parada técnica com 8 a 4 no placar. Com o bloqueio preciso, as brasileiras encostaram (8 a 7), mas logo depois as alemãs retomaram a dianteira, com 10 a 7, depois 12 a 8 e foi para a parada técnica com 16 a 11.

Com uma sequência sensacional de defesas, a Alemanha ampliou a vantagem para 18 a 11. Embora o Brasil tenha esboçado uma reação, as alemãs ganharam confiança e caminharam sem dificuldades para vencer o quarto set e levar o jogo para o tie-break. No fim, a Alemanha fez 25 a 19.

As brasileiras iniciaram melhor o quinto set e abriram 4 a 1 no marcador. Após uma cortada de Natalia, o Brasil fez 5 a 2, e após bom saque de Sheilla, Thaisa fez o sexto ponto brasileiro. Bem melhor em quadra, a seleção de Zé Roberto Guimarães foi para a parada técnica com 8 a 2 a seu favor, deixando o jogo praticamente decidido. No entanto, na volta, as alemãs reagiram e fizeram três pontos seguidos: 8 a 5.

O técnico brasileiro pediu tempo, mas na volta à quadra as alemãs fizeram o sexto ponto. O Brasil só voltou a respirar quando Dani Lins conseguiu vencer uma disputa na rede e fez o nono ponto. Logo depois num bloqueio triplo, a bola tocou nas mãos de Thaisa e a seleção brasileira colocou 10 a 6 no placar.

A equipe brasileira se tranquilizou e foi se aproximando da vitória quando fez 14 a 7. Novamente o Brasil se instabilizou, e a Alemanha se aproveitou para fazer três pontos seguidos. Porém, após outro tempo de Zé Roberto Guimarães, a seleção brasileira fechou o tie-break com 15 a 10, num ponto de Sheilla, e conquistou sua oitava vitória em oito jogos no Grand Prix.

Times
BRASIL - Dani Lins, Fabiana, Thaisa, Mari, Natalia e Sheilla. Líbero: Fabi. Entraram: Regiane, Sassá, Ana Tiemi e Adenizia.
ALEMANHA - Christiane Fürst, Kathleen Weiss, Heike Beier, Maren Brinker, Margareta Kozuch e Corina Ssuschke. Líbero: Kerstin Tzscherlich. Entraram: Denise Hanke, Sabrina Ross, Anne Matthes, Heike Beier e Sarah Petrausch.

SIMPLESMENTE SHEILLA CASTRO

video
Video que traz uma pequena homenagem feita por mim, FERNANDO HUMBERTO RAQUEL BORGES, para a melhor jogadora de vôlei brasileira, a fenômeno, ele fará parte de um projeto maior que você webleitor do PENÚLTIMAS verá em breve.

Agradecimentos: Minha prima Gabi que me ensinou a gostar do vôlei brasileiro, VALEU!

Os estilos de cabelo mais bizarros do planeta!

ValderramaPara quem acha o cabelo do ex-jogador colombiano Carlos Alberto Valderrama (ao lado) ou o da cantora britânica Amy Winehouse o máximo da bizarrice capilar, precisa urgentemente rever os seus conceitos. O site 'Don't Judge My Hair' produziu uma coleção impagável de estilos de cabelo bem inusitados. Confira uma seleção feita pelo blog de alguns dos mais bizarros:

QUAL É O SEU PREFERIDO?

De 'Clube dos cinco' a ‘Curtindo a vida...’, PENÚLTIMAS relembra obra de John Hughes

Diretor e roteirista símbolo dos anos 80 morreu na quinta-feira (6 de agosto).
Vinte e três anos depois, Ferris Bueller inspira eventos e homenagens.
Cartaz original do filme 'Clube dos                 cinco' (The breakfast club), de John Hughes (Foto: Divulgação)
Cartaz original do filme 'Clube dos cinco' (The breakfast club), de John Hughes

o cinema mundial perdeu o diretor e roteirista John Hughes. Seu nome é imediatamente associado à comédia “Curtindo a vida adoidado” (“Ferris Bueller’s day off” no original), mas o filme não foi o único de Hughes a garantir espaço cativo nos corações de jovens do mundo inteiro nos anos 80.

Um ano antes de "Curtindo...", Hughes deu aos adolescentes o clássico instantâneo "Clube dos cinco", primo distante - e mais rebelde - dos filmes de colégio como "High school musical" e afins. Na história, cinco alunos da fictícia Shermer High School são obrigados pelo diretor a passar um sábado de castigo na biblioteca da escola.

O filme traz um Emilio Estevez em início de carreira, aos 22, como o esportista Andrew Clark, e a ruiva Molly Ringwald, espécie de namoradinha pop da América dos filmes colegiais da década e que mais tarde estrelaria "A garota de rosa-choque", de 1986, outro dos sucessos (com roteiro) de Hughes.

O quinteto é completo pelos demais estereótipos de uma escola americana da época: o maconheiro John Bender (Judd Nelson), o nerdão Brian (Anthony Michael Hall) e a esquisitinha Allison (Ally Sheedy). De início eles não se bicam, mas, aos poucos, eles vão se entendendo e ajudando o espectador a entender o que cada um fez para chegar ali.


A ruivinha Molly Ringwald no pôster de 'Garota                 de rosa-choque' (Foto: Reprodução)
A ruivinha Molly Ringwald no pôster de 'Garota de rosa-choque'

Língua dos jovens

Mesmo criados a partir de clichês, Hughes conseguia fazer com que os seus cinco desajustados falassem a "língua" dos jovens da época, em especial a dificuldade de diálogo com os pais.

Repleto de referências à cultura pop dos 80, o filme ainda ajudou a eternizar a canção "Don't you (forget about me)", do Simple Minds, que chegou a liderar as paradas naquele a no.

Também número 1, aliás, é a posição que "Clube dos cinco" ocupa no ranking dos melhores filmes de colégios elaborada pela revista "Entertainment Weekly" em 2006, à frente de títulos como "Rebelde sem causa", de James Dean, quarto da lista, "Harry Potter e o cálice de fogo", 36º lugar, e do próprio "Curtindo a vida adoidado", que ficou na 10ª posição.

Talvez porque, ao longo de todo o filme, o protagonista de "Curtindo a vida adoidado" esteja exatamente... matando aula.

O dia de folga de Ferris Bueller

Na história, o adolescente Ferris Bueller (Matthew Broderick) finge estar doente para faltar à aula, enganado seus pais e o diretor do colégio. Com uma série de armações, ele resolve tirar o dia de folga e convoca seu melhor amigo, Cameron Frye (Alan Ruck) e sua namorada Sloane (Mia Sara). Para o passeio, ele convence o amigo a pegar escondida a linda Ferrari vermelha de seu pai, e eles seguem para o centro de Chicago.


curtindo a vida adoidado broderick (Foto: AP/AP)
curtindo a vida adoidado broderick

Começam então as aventuras do trio, que passam por um restaurante tradicional, um estádio de baseball, um museu, as torres Sears e uma parada popular, em que Ferris faz uma multidão sacudir ao som de "Twist and shout", dos Beatles.

Mas as loucuras de "Curtindo a vida adoidado" não são exatamente o motivo de essa comédia ter se mantido viva no imaginário coletivo. Hoje, 23 anos depois de seu lançamento, o filme estrelado por Matthew Broderick ainda se mantém atual como uma bela homenagem à malandragem, à liberdade, a energia da adolescência e (por que não?) à década de 80.

Cultuado por fãs de toda parte, “Curtindo a vida adoidado” ainda inspira eventos nostálgicos como a Ferris Bueller Parade, em que admiradores da comédia saem às ruas de Nova York para reproduzir cenas do longa-metragem. Em setembro de 2008, a performance reuniu cerca de 800 pessoas que cantaram e dançaram ao som de “Twist and shout”.

Outro exemplo de como “Curtindo a vida adoidado” ainda mobiliza muita gente por aí é a venda recordista de uma casa e um carro usados nas filmagens. A bela residência do personagem Cameron, com suas paredes de vidro, foi colocada à venda por US$ 2,3 milhões este ano em Chicago. Já a Ferrari 250 GT Califórnia 1961 que aparece no longa foi arrematada em 2008 pelo preço recorde de US$ 11 milhões, o valor mais alto já pago por um automóvel em todo o mundo.

Capa do DVD da edição americana de 'Esqueceram                 de mim' (Foto: Reprodução)
Capa do DVD da edição americana de 'Esqueceram de mim

Não esqueceram de mim

Por esses exemplos, John Hughes ficará para sempre associado ao cinema comercial dos anos 80. Mas o que nem todo mundo se lembra é que ele conseguiu ainda deixar uma marquinha, que seja, na década de 1990.

É também Hughes quem assina os roteiros da série "Esqueceram de mim", que revelou o então pequeno notável Macaulay Culkin, em 1990, e deu início a uma nova geração de comédias infanto-juvenis que marcariam os anos seguintes. As aventuras caninas de "Beethoven" 1 e 2 e até a adaptação para as telas de "Dênis, o Pimentinha" - tudo saído da pena de John Hughes.

Tire dúvidas sobre os faróis do carro

Veja dicas de regulagem e manutenção do sistema de iluminação.
Usar o farol durante o dia, principalmente nas estradas, aumenta a segurança.
Foto: Divulgação

Farol com lâmpada de xenônio

Uma cena que incomoda demais é um automóvel com o farol apagado. Incomoda tanto o motorista do carro que está trafegando de maneira errada, pois não se consegue enxergar o caminho à sua frente, como também os demais ao redor, que só percebem o veículo em movimento quando muito próximo.

Andar com os faróis de modo irregular é uma infração de trânsito punida com multa, mas além disso é uma afronta a segurança. Pois bem, vamos explicar o que se deve fazer para andar tranqüilo, mas antes de se preocupar em manter seu automóvel em ordem, vamos entender como funciona

o sistema de farol de um automóvel.

Os faróis funcionam basicamente através do encandecimento de um filamento, ou então nos carros mais modernos, de um composto de gases, cujo principal é o xenônio. Esse último sistema é de certo modo um arco elétrico entre dois eletrodos encapsulados que geram calor fazendo com que o gás produza a luz. Alguns faróis possuem um mecanismo composto por um defletor, que faz com que a luz seja projetada em direção ao globo óptico, que por sua vez se encarrega de direcionar o facho de luz para frente com mais precisão.

A manutenção dos faróis deve começar pelo alinhamento da peça, passando pela checagem de lâmpadas e vedações. Como as lâmpadas têm vida útil, ou seja, uma

Luz direcionada

média de 220 horas para as halógenas e 1.500 horas para as de xenon, sempre é bom fazer a substituição aos pares, uma vez que elas também perdem luminosidade com o passar do tempo.

Não existe nenhum tipo de manobra para aumentar a vida útil, a não ser manter o farol livre de infiltrações como água e poeira. A limpeza do globo óptico é feita somente com jatos de ar comprimido, uma vez que até mesmo algodão pode riscar sua superfície.

Se ocorrer uma batida, mesmo que de leve, verifique o estado dos faróis. Pode ser que tenha afetado alguma presilha e desse modo a peça vai ficar vulnerável a entrada de sujeira. Um exemplo de que o conjunto do farol está com problema de vedação é quando chove ou lava-se o veículo e o farol embaça por dentro.


Regulagem dos faróis

Somente um especialista pode verificar se os faróis estão realmente regulados de acordo com a especificação do fabricante. Isso ocorre devido a uma série de particularidades de cada veículo. Porém, se quiser conferir a eficácia do farol de veículo, pare o carro em local plano, com pneus calibrados corretamente, perpendicular a uma parede com pelo menos 5 metros de distância e com o farol baixo ligado. Observe se os dois focos estão alinhados, levemente inclinados para baixo, sendo que o feixe da esquerda sempre atinge uma distância menor em relação ao feixe da direita que, por sua vez, é mais voltado para o lado direito.

Se estiver diferente disso, lembre-se que para uma perfeita regulagem existe gente treinada e ferramenta adequada para isso. Em alguns centros automotivos essa regulagem nem é cobrada, portanto, vale a pena conferir periodicamente.
Na hora de trocar uma lâmpada halógena, nunca segure pelo vidro. A oleosidade natural da pele dos dedos tornará o bulbo amarelado e isso vai prejudicar a eficiência da lâmpada, podendo até reduzir sua vida útil. Se for o caso de tocar o vidro da lâmpada acidentalmente, limpe-o cuidadosamente com um pano umedecido levemente com álcool de limpeza.

O que diz a lei

A legislação indica que a potência máxima de uma lâmpada automotiva deve ser de 60 watts para sistemas elétricos de 12 volts. É bom ficar atento com as adaptações, uma vez que os veículos possuem um sistema elétrico composto por cablagem com bitolas de fios, dimensionado para um determinado consumo. Se o consumo previsto for alterado, possivelmente surgirão problemas de superaquecimento dos conectores e também das chaves, o que pode resultar em queimas.

Ultrapassando os 60W, a lâmpada halógena de filamento, necessitaria de um globo óptico especial. Isso ocorre em função do calor excessivo que ela irradia no refletor, que vai acelerar a perda da capacidade de reflexão e ao mesmo tempo diminuir a vida útil. Quando o globo óptico perde essa capacidade, o principal efeito é o ofuscamento dos demais motoristas. Quem direciona o foco de luz é o refletor, como se fosse um espelho. Se esse espelho não reflete a luz se dispersa.

Foto: AP

Faról do carro

Desse modo podemos entender que cada farol vem combinado com uma respectiva lâmpada. Porém, existe no mercado lâmpadas com maior tecnologia de iluminamento que podem ser substituídas, desde que respeitado a potência máxima de 60W. Mas é sempre bom lembrar que nada será melhor que o componente original de fábrica.


Quanto ao consumo elétrico de energia, um farol de xenon consome em média algo em torno de 35 watts, contra 60 watts dos faróis de lâmpadas halógenas. Os faróis só devem ser acesos com o motor em funcionamento para, com isso, aumentar a vida útil da bateria. Usar o farol ligado durante o dia, principalmente nas estradas, aumenta a segurança do condutor e também do tráfego de modo geral.

Com as luzes acesas, o veículo passa a ser mais visível, principalmente os de cor mais escura ao amanhecer e ao entardecer. Lembre-se que uma luz apagada nem sempre indica que ela esteja queimada, em certos casos pode ser um fusível. De qualquer modo é de bom costume verificar periodicamente se todas as lâmpadas estão funcionando, desde as setas de direção, os faróis, luz de freio e até mesmo a luz de ré. Não esqueça também que a placa obrigatoriamente deve ser iluminada.

Espetinho de ratos... Encararia?

Ratos no Malawi - AP

Ratos no Malawi / APRatos não têm vida fácil no interior do Malawi. Em uma região bastante pobre, os roedores estão virando uma preciosa iguaria. Muitas das famílias partiram para a caça dos animais como forma de melhorar a renda. Cozidos, fritos, assados ou ressecados, os ratos também são servidos em palito de churrasquinho em mercados populares e à beira de estradas. Nesta época do ano, a caça de ratos vive o seu auge, pois os roedores já se fartaram de grãos, frutas, ervas e insetos, ficando mais rechonchudos.

Com 12 milhões de habitantes, o Malawi é um dos países mais pobres do mundo. Ao lado de Etiópia, Somália e Sudão, a nação africana sofre gravemente com fome e seca. A situação de penúria levou até a cantora Madonna a adotar uma criança do Malawi.

Ratos no Malawi / AP


Sonha em ser escritor? Então este post é para você!

livraria1.jpg

Quem sempre quis publicar um livro mas nunca teve oportunidade , agora pode se valer de um novo serviço disponível na internet: o Clube de Autores , que permite a publicação de livros sob demanda. A mecânica do negócio é simples. Você escreve seu livro, faz upload do arquivo em PDF (se você não souber fazer a conversão, eles ajudam você) e ele fica à venda no site. Quando alguém compra, o livro é impresso e entregue ao cliente. A proposta é semelhante ao adotado pelo site MagCloud, que utiliza o mesmo princípio para vender revistas independentes — mas que não está disponível para o mercado brasileiro.

“O nosso intuito era permitir que escritores de todo o Brasil tivessem um canal para poder publicar os seus pensamentos, as suas histórias — mesmo porque todo mundo tem uma história para contar”, diz Ricardo Almeida, diretor geral do Clube.

Quanto dinheiro se ganha para contar a própria história? Bem, isso depende da ambição de cada um.O site fornece o gasto com a publicação do livro e o autor define sua margem de lucro sobre esse valor. Quanto maior a margem, mais caro custará o livro e maior será o lucro do autor. Mas como se tratamde escritores (ainda) desconhecidos, não é muito atrativo cobrar um preço alto pelas obras.

Best sellers

Desde que foi lançado (a versão em beta foi ao ar em 1º de fevereiro), o site acumula 1.122 títulos – e 2.474 exemplares vendidos. O de maior sucesso é “Atalho”, livro de poesias escrito por Leda Rezende, que vendeu 145 exemplares. Outros dois que têm feito sucesso parecido (que tal?) são “Assessoria de Imprensa”, de Rodrigo Capella, e “Zona de Retaguarda”, de Ênio Fontenelle.

Mas nada de avacalhar a proposta do site. Conteúdos impróprios (que infrinjam direitos autorais oumanifestem opiniões racistas, por exemplo) que não forem barrados pela validação prévia daadministração são posteriormente banidos do Clube.

Como o negócio se dá inteiramente na internet, são utilizadas outras ferramentas para impulsionaros negócios. Uma comunidade com base Ning foi criada para os autores e 700 deles estão online,trocando figurinhas com seus pares. O Twitter é outra maneira de captar clientes e já é responsável por 5% do atendimento do site. “Também utilizamos uma ferramenta de monitoramento das redes sociais para captar opiniões e comentários feitos sobre nós”, afirma Almeida.

crédito da foto: http://www.flickr.com/photos/candiedwomanire/1651870/

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Record manipula gráficos de audiência mais uma vez!




Mais uma vez, a Record manipulou seus gráficos de audiência com o objetivo de reduzir a diferença que a separa da Globo. No “Jornal da Record” desta quinta-feira (13), a emissora mostrou uma queda da sua principal rival de 50.1% de share em 2004, para 40.8% em 2009. No entanto, quase a mesma diferença de distância era comparada ao crescimento da Record de 17.9% em 2009.

Os números são reais, porém deveria haver um espaço proporcional maior. Essa tática já foi usada no ano passado, numa tentativa de induzir o telespectador a acreditar que o Record está encostando na Globo, o que não é verdade. Aliás, a emissora dos bispos ainda está bem longe da TV dos Marinho e ainda disputa audiência com o SBT.

Contradição

Bianca Rinaldi pode acertar a qualquer momento com o SBT. A atriz não teria recebido uma “contraproposta” da Record. Dizem que alguns na emissora dos bispos acham o projeto do SBT mais empolgante. Perguntada, Bianca nega tudo.

Credibilidade

Essa é a palavra usada por Bárbara Paz, agora na Rede Globo. Segundo a atriz (ex-participante da
“Casa dos Artistas”, do SBT) até hoje, em sua vida, ela só teve popularidade em sua carreira e que agora na emissora carioca terá sua tão sonhada credibilidade.

Palavras de Ingrid Guimarães


“Ter trabalhado grávida, fazendo esse papel alegre, com essas pessoas e com o Jorge Fernando, que é um cara que trabalha na alegria, foi muito gostoso. Fui muito bem tratada. O balanço que eu faço é que fui muito feliz em ter feito essa novela. Eu amo tanto o que eu faço e tive uma gravidez tão saudável, que deu tudo certo. Fui tão paparicada, que tenho medo de acabar toda a mordomia que eu tive quando eu voltar. Trabalhei tanto na gravidez, que a minha filha já devia nascer com carteira assinada, mas foi uma gravidez muito feliz.”

Especial 28 anos

O “SBT Repórter” do dia 19/08 será especial para o aniversário da emissora. Segundo o apresentador César Filho, o programa contará com uma entrevista inédita na TV: a pequena Maísa vai falar sobre o SBT. Lembrando que Silvio Santos havia proibido a gravação de qualquer tipo de entrevista com a menina (dentro ou fora da emissora)

Acordo

A Band informa que acaba de fechar um acordo com a Globo para compartilhar os direitos de transmissão da UEFA Champions League pelas próximas três temporadas. A Liga dos Campeões é o torneio de clubes mais importante da Europa e aqui, no Brasil, terá transmissões ao vivo pela TV aberta de um jogo por rodada.

Crescimento

No mês de julho, a programação especial das Férias no SBT proporcionou um acréscimo de mais de 10% na audiência nas 24 horas do dia. O crescimento foi observado em todas as faixas: das 06h às 12h (9%), das 12h às 18h (9%), das 18h às 24h (5%) e das 24h às 6h (28%).

Para refletir – Guerra entre Globo e Record

Será que alguma das duas emissoras está certa?

As principais audiências de ontem, destaque pra Grande Família que marcou 36 pontos

http://2.bp.blogspot.com/_7I5nCXuIlps/SgRgm_1IlaI/AAAAAAAAW-U/Fff1eKua38E/s400/a+grande+familia+6.jpg

Globo:

Mais você - 8

Senhora do destino - 24

Malhação - 21

Paraíso - 30

Caras & bocas - 36

Caminho das Índias -45

Grande família - 36

No limite - 20

Record:

Poder paralelo - 12

Bela, a feia - 11

Louca família - 9

A fazenda - 17

SBT:

Casos de família - 6

Brasil mantém invencibilidade contra o Japão e avança à fase final do Grand Prix

Reforçada por Fabi, seleção feminina garante vitória por 3 sets a 1
                Seleção se mantém invicta no Grand Prix
Seleção se mantém invicta no Grand Prix

Reforçada por Fabi, que se recuperou de uma torção no tornozelo esquerdo, a seleção brasileira derroutou o Japão nesta sexta-feira e garantiu vaga por antecipação para a fase final do Grand Prix. A equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães relaxou no terceiro set, mas conseguiu vencer as japonesas por 3 sets a 1 (25/12, 25/19, 15/25 e 25/13) e manter a invencibilidade na competição, que está sendo disputada em Mokpo, na Coreia do Sul.

O Japão começou melhor, abriu três pontos de vantagem, mas logo o Brasil acordou, empatou e virou. As brasileiras foram para a primeira parada técnica com 8 a 5 a seu favor. Com bons ataques de Mari e Sheilla, a seleção do técnico Zé Roberto ampliou sua vantagem e chegou a 16 a 8. O jogo ficou fácil e o treinador brasileiro aproveitou para promover a estreia de Adenizia no Grand Prix. A seleção brasileira manteve o ritmo e fechou o primeiro set com 25 a 12. Mari fez oito pontos.

As campeãs olímpicas começaram de forma arrasadora o segundo set e foram para a primeira parada técnica com 8 a 3 no placar. Com destaque para Natalia, o Brasil não encontrava qualquer resistência japonesa e foi ampliando sua vantagem. O time foi para a segunda parada técnica com 16 a 8 a seu favor e depois, mesmo com certo relaxamento, foi avançando tranquilamente para fechar o segundo set: 25 a 19.

O terceiro set começou equilibrado e quando estava empatado em 2 a 2, Mari cometeu seu primeiro erro na partida. Pela primeira vez, o Brasil encontrou dificuldades e foi perdendo por 8 a 7 para a primeira parada técnica. Quando o jogo estava empatado em 11 a 11, a arbitragem deu dois erros de rodízio do Brasil, o que gerou reclamações efusivas das jogadoras e do técnico Zé Roberto Guimarães, que pediu tempo.

Mas o time se perturbou e Mari cometeu dois erros seguidos e as japonesas abriram vantagem para 15 a 11 e foram para a segunda parada técnica com 16 a 13. Com 19 a 14 contra, o técnico brasileiro pediu tempo e deu uma bronca no seu time, pedindo mais concentração na partida. Não adiantou, as japonesas continuaram bem e ainda contaram com os muitos erros brasileiros. Assim, o Japão venceu o terceiro set por 25 a 15.

No quarto set, o Brasil já começou melhor, embora tenha desperdiçado alguns importantes pontos de ataque no início. Com bons saques de Thaisa e Regiane, a equipe de Zé Roberto conseguiu abrir boa vantagem no placar e manteve o ritmo até fechar o set em 25 a 13, e a partida em 3 sets a 1.

Na partida que abriu a rodada em Mokpo, a Alemanha derrotou a Coreia do Sul por três sets a um (26/28, 25/20, 25/22 e 25/11).


Globo esclarece em seu site polêmicas históricas que envolveram seu nome


O link dá para o site "Memória Globo" que vem dizendo o seguinte:

1957
Concessões de canais


Afirma-se, com freqüência, que o crescimento da Rede Globo de Televisão se deu graças à sua estreita ligação com o regime implantado em março de 1964. O Globo, de fato, apoiou o movimento militar. Mas esta não foi uma posição exclusiva do jornal. Havia, naquele momento, um posicionamento amplamente majoritário contra o chamado nacional-populismo de João Goulart. Com exceção da Última Hora, todos os principais órgãos de informação do país apoiaram o golpe. Depois de instaurado o primeiro governo, alguns periódicos passaram para a oposição. Roberto Marinho seguiu dando apoio aos militares. Ele acreditava na vocação democrática do presidente Castello Branco e na eficácia da política econômica desenvolvida por Roberto Campos e Octavio Gouvêa de Bulhões.

O presidente das Organizações Globo nunca negou sua simpatia em relação ao regime. Em 7 de outubro de 1984, no editorial “O Julgamento da Revolução” , publicado na primeira página de O Globo, fez um balanço da atuação de seu jornal durante os anos de autoritarismo. Afirma que o jornal teve conflitos com “aqueles que pretenderam assumir o processo revolucionário, esquecendo-se de que os acontecimentos se iniciaram, como reconheceu o marechal Costa e Silva, ‘por exigência do povo brasileiro’. Sem povo, não haveria revolução, mas apenas um ‘pronunciamento’ ou ‘golpe’, com o qual não estaríamos solidários”. Depois de relacionar os méritos econômicos do regime, o editorial diz textualmente: “Dessa maneira, acima do progresso material, delineava-se o objetivo supremo da preservação dos princípios éticos e do restabelecimento do Estado de Direito”. Em seguida, o editorial celebra o fim do AI5, do decreto-lei 477, de todos os atos institucionais; destaca a importância do fim da censura, do fim do poder do presidente de fechar o congresso, de cassar políticos, de confiscar bens e de demitir funcionários. Por último, comemora o fim da pena de banimento, de prisão perpétua e de morte. Em 1988, em entrevista à Folha de S. Paulo, Roberto Marinho admitiu ter apoiado a “ação construtiva” desses governos, mas disse que “fez questão de não obter favores”.

Desta forma, nenhuma das concessões obtidas pela TV Globo foi dada pelos militares. As duas únicas concessões foram outorgadas antes do período militar: a primeira em 1957, pelo presidente Juscelino Kubitschek, para a Globo do Rio , e a segunda em 1962, por João Goulart, para o canal da emissora em Brasília.

Vale registrar que a primeira concessão foi requerida oficialmente pela Rádio Globo no dia 05 de janeiro de 1951, ainda durante o governo de Eurico Gaspar Dutra. Este requerimento foi analisado pela Comissão Técnica de Rádio, que emitiu um parecer favorável à concessão, aprovada pelo governo dois meses depois, no dia 13 de março. A essa altura, porém, o país tinha um novo presidente, Getúlio Vargas, que tomara posse no dia 31 de janeiro. Dois anos depois, em janeiro de 1953, contrariando o parecer técnico emitido pelo governo, o mesmo Getúlio Vargas voltou atrás e revogou a concessão. Somente em 11 de junho de 1957, durante o governo de Juscelino Kubitschek, o pedido de concessão foi finalmente aprovado. Em seguida, em 13 de dezembro daquele ano, o Conselho Nacional de Telecomunicações publicou o decreto outorgando o Canal 4 do Rio de Janeiro à Rádio Globo.

Para formar a rede, os outros canais foram comprados de particulares: São Paulo e Recife, de Victor Costa; e Belo Horizonte, de João Batista do Amaral. Todas as outras emissoras que compõem a rede são afiliadas; ou seja, são associadas, mas não são de propriedade do grupo.

Durante o período militar, a Rede Globo chegou a enfrentar dificuldades à sua expansão. Em 1978, por exemplo, lhe foi negada a concessão de um canal de televisão em João Pessoa. No mesmo período, a TV Globo também teve negado pedido de concessão para um canal de TV em Curitiba.

O jornalismo da Globo não recebeu nenhum tratamento diferenciado durante o período militar. Como todos os veículos de informação, o seu noticiário sofreu com a censura, que atuava diretamente na emissora na forma de telefonemas, comunicações oficiais e memorandos. Notícias de eventos considerados delicados para o governo, como a morte de Carlos Lamarca, por exemplo, provocavam a presença na emissora de oficiais do SNI (Serviço Nacional de Informação) e do chefe da polícia. Em agosto de 1969, a Globo chegou a ser retirada do ar durante algumas horas como punição pela leitura, no programa de Ibrahim Sued, de uma nota sobre a doença do presidente Costa e Silva. Mesmo no período da abertura, as pressões continuaram grandes sobre a TV Globo. Em 1981, quando ocorreu o atentado no Riocentro, os militares ocuparam a redação da emissora e não deixaram que quase nada fosse exibido sobre o assunto.

A censura não se limitava às notícias: atuava também no entretenimento. Foram inúmeros os casos de censura à dramaturgia da Globo. O mais sério foi o da proibição, a dois dias da estréia, da novela Roque Santeiro, em 1975. O prejuízo foi grande para a emissora: já haviam sido gravados 36 capítulos, com o custo de quinhentos mil dólares (em valores da época). Mas este não foi o único caso. Em dezembro de 1976, a novela Despedida de casado também foi censurada na véspera de estrear, quando já estava com cerca de 30 capítulos gravados.

Outro fato a considerar é que a Globo jamais demitiu um profissional em conseqüência de suas idéias ou posições políticas. Ao contrário, mesmo no período mais duro da repressão, contratou vários artistas e intelectuais de esquerda, alguns deles notadamente ligados ao Partido Comunista. Este foi o caso de profissionais como Mário Lago, Gianfrancesco Guarnieri, Dias Gomes, Francisco Milani, Oduvaldo Viana Filho e muitos outros. Vários profissionais foram convocados a depor no DOPS (Delegacia de Ordem Política e Social), como os jornalistas Alice-Maria Reiniger e Luís Edgar de Andrade, e Roberto Marinho fazia questão de acompanhar ou de ter um dos seus familiares acompanhando os profissionais no interrogatório.

Mitos e verdades das celulites: saúde ajuda a minimizá-las

Celulite não tem cura mas saúde do corpo ajuda a minimizar


http://nutripersonal.com.br/blog/wp-content/uploads/celulite18.jpg
Clássica vilã da beleza feminina, a celulite faz com que mulheres fiquem obcecadas em busca de um corpo com a pele lisinha, sem furinhos. Se tem solução? Estudos recentes apontam que não há como acabar com a celulite completamente.

“Não há tratamento totalmente eficaz”, diz a dermatologista Molly Wanner, professora da Escola de Medicina da Universidade de Harvard, em reportagem publicada no New York Times. Wanner é autora de estudo que analisou todos os tratamentos estéticos disponíveis. Segundo ela, pacientes que se submeteram a vários tratamentos apresentaram uma melhora de 25 a 50 por cento. Isso não significa que todas tenham atingido este resultado.

Os temidos furinhos não perdoam: até mesmo as modelos sofrem com a celulite nos desfiles de moda-praia. Isso ajuda a derrubar o mito de que celulite está apenas relacionada a peso. Segundo a dermatologista Denise Barcelos, da Clínica Paula Bellotti, todas as mulheres podem desenvolvê-la. “Pode ser uma alteração genética, uma predisposição à celulite chamada lipodistrofia ginóide. Mas também existe celulite que não é causada pela genética, mas por má alimentação e falta de exercício”. Barcelos concorda que não há cura, mas defende os tratamentos estéticos. “Só a dieta ou exercícios não adiantam, porque também há a alteração no tecido adiposo. O tratamento precisa ser multifatorial”, diz.

A fisioterapeuta e terapeuta corporal Bianca Marinho não é favorável a tratamentos invasivos. Ela diz que é necessário entender o corpo de uma forma única e não pontual. “É preciso ativar a parte fisiológica e estimular a circulação”, explica. “A celulite não ocorre apenas em uma parte do corpo. Pode surgir no abdômen, no bumbum, na parte interna do joelho, os lugares em que a musculatura trabalha menos”, explica. Exercícios, portanto, são fundamentais. Se movimentar no dia a dia também.

Uma alimentação regrada, como uma dieta sem muito açúcar, também é fundamental. “Você tem que antes de tudo, nutrir o corpo. Assim, terá uma resposta mais natural, aumentado sua circulação e fazendo com que as fibras musculares deslizem”, diz Marinho. E por último, evitar o o estresse, que contribuiu para a vasoconstrição, ou seja, a contração dos vasos sanguíneos. A busca é pelo equilíbrio do corpo e não apenas pela estética.

O mundo segundo os bebês

Novos estudos traçam o mais completo retrato da mente infantil. E revelam que as crianças têm mais consciência do mundo que nós, pobres adultos

Caio Guatelli
O CIENTISTA
Caio Rosa Carneiro, de 1 ano e 4 meses, brinca em sua casa, em São Carlos, São Paulo. Nem formigas passam despercebidas por suas explorações, sinal da consciência apurada dos bebês

Inúmeras sociedades ao longo da história humana prestaram reverência à sabedoria e à consciência dos velhos. Reza a tradição que só o passar dos anos é capaz de nos dar a percepção apurada sobre quem somos, como agem os outros e como funciona o mundo a nosso redor. Mas um livro lançado na semana passada nos Estados Unidos sugere que esse esplendor de consciência não se encontra apenas no fim do caminho. Está também no início.

“Os bebês são mais conscientes que nós”, afirma a psicóloga americana Alison Gopnik, professora da Universidade da Califórnia, em Berkeley. Ela é a autora de The philosophical baby (O bebê filosófico), uma compilação de estudos científicos que forma o mais completo retrato da mente infantil até hoje. Por muito tempo, diz Gopnik, subestimamos a capacidade dos bebês de entender o mundo. E talvez tenhamos superestimado a dos adultos. “Os estudos científicos mostram que os bebês são mais abertos às experiências e aprendem com mais facilidade. Essas habilidades resultam em um nível bastante elevado de consciência, não aquele limitado que atribuímos aos bebês.” Gopnik diz não ter aprendido apenas nos laboratórios. A mais velha entre seis irmãos e mãe de três filhos, ela afirma ter convivido tempo suficiente com crianças para sustentar sua polêmica conclusão.

Aos 54 anos, formada há 30 em psicologia e filosofia, Gopnik é uma das principais representantes de um grupo de psicólogos, linguistas e neurocientistas que se dedicaram nos últimos dez anos a entender a mente de crianças que ainda não sabem falar. Munidos de bichos de pelúcia, fantoches e animações computadorizadas, eles criaram jogos capazes de revelar o que bebês de poucos meses entendem sobre o mundo. Conseguiram comprovar que eles já nascem com capacidades que surpreenderiam a mais orgulhosa das mães: somar e subtrair intuitivamente, calcular estatísticas rudimentares a respeito dos sons e eventos mais frequentes e até compreender princípios da física.

Com base nesses experimentos (confira alguns deles no infográfico), os pesquisadores comprovaram que os bebês estranham quando lhes apresentamos uma conta simples com resultado errado ou quando apresentamos objetos com propriedades não naturais. Mais surpreendente, eles demonstram qualidades morais inatas: preferem um objeto que “ajuda” outro e sorri a um objeto que “atrapalha” e faz o outro objeto “chorar”.

Carneiro enrosca chifre em fio e fica pendurado a 4,5 metros de altura

Carneiro estava pastando na colina quando enroscou o chifre no fio.
Cena inusitada aconteceu na cidade de Helgoysund, no Noruega.

Um carneiro enroscou o chifre em um fio de eletricidade em uma colina na cidade de Helgoysund, no Noruega, e acabou ficando pendurado a cerca de 4,5 metros de altura do chão, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".

Foto: Reprodução/Daily Mail

Carneiro enroscou o chifre em um fio de eletricidade em uma colina na cidade de Helgoysund.

O animal foi resgatado em uma operação que levou cerca de uma hora. A cena foi acompanhada por várias pessoas. Marita Vestersjo Landsnes, de 13 anos, disse que não podia acreditar quando viu o carneiro deslizar no fio após enroscar um de seus chifres.

Seu pai Geir Landsnes, de 45, também assistiu ao resgate. "Eu pedi para minha filha Marita fotografar a operação de salvamento para que eu pudesse ver as imagens do que tinha acontecido", destacou Landsnes.

Segundo o jornal, o carneiro estava pastando na colina, mas acabou enroscando o chifre no fio. Como estava mais agitado, o animal foi lançado para baixo e ficou pendurado a cerca de 4,5 metros do solo.

Porsche 911 Turbo ganha novo motor Com 3.8 de 507 cv, esportivo vai de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos

 Divulgação
Porsche 911 Turbo 2010

Com estreia marcada para o Salão de Frankfurt, em setembro, o Porsche 911 Turbo 2010 teve suas primeiras fotos e informações divulgadas hoje. O esportivo recebeu uma bela reestilização, mas só sob o capô. O motor 3.6 foi substituido pelo 3.8 de seis cilindros em linha que equipa o Carrera S. Ele é capaz de entregar 507 cv de potência, graças ao auxílio dos dois turbos de geometria variável. O resultado? Uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos, com velocidade máxima de 312 km/h.

E o ganho de desempenho não atrapalhou no consumo, que, segundo a marca, foi reduzido de 9,39 km/l para 10,24 km/l. Este número é possível com o auxílio da transmissão manual de seis machas, mas também há a opção automática de dupla embreagem PDK com sete velocidades. Nela, o antigo sistema de troca de marchas por botões no volante - no qual as teclas dos dois lados podiam subir ou descer as marchas - foi substituído por uma tecnologia mais tradicional: uma borboleta de cada lado. A da esquerda reduz as marchas, e a da direita aumenta.

 Divulgação

Também foi redesenhado o sistema de tração integral, assim como o sistema de gerenciamento de estabilidade, ambos com o objetivo de melhorar a dirigibilidade. Uma nova teclonogia, chamada de PTV (Vetorização de Torque Porsche), também será oferecida.

O novo Porsche 911 Turbo chega às lojas alemãs no dia 21 de novembro, custando 145 mil (cerca de R$ 376 mil) euros na versão cupê e 157 mil euros (R$ 407 mil) na versão cabriolet.

 Divulgação
Porsche 911 Turbo 2010 cabriolet e cupê

Os Seminovos - Escolha já seu nerd

VIDEO SUPER LEGAL E ENGRAÇADO

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Record declara guerra contra a Globo

13 de agosto de 2.009, a Rede Record atrasa sua novela em quase meia hora pra falar mal da Rede Globo, das 8:35 às 8:40 a Globo mostrou uma reportagem sobre a repercussão do caso Edir Macedo, a matéria mostrava a opinião pública sobre o caso. Já a Record mostrou das 8:35 às 8:58 várias reportagens condenando o monopólio da informação conquistado pela Globo, disse que a emissora carioca mostrou 10 minutos sobre o caso Edir Macedo enquanto TV CULTURA e REDETV nem sequer noticiaram o caso.
http://grupoaudienciadatv.files.wordpress.com/2009/05/32176aeb60c338881902e04f97e71412.jpg
Mostrou que o PROJAC foi uma obra ilícita pois para sua construção foram pegos R$40 milhões de dólares emprestados da caixa econômica o que segundo a RECORD é ilegal, também mostrou a opinião dos fiéis da UNIVERSAL que dizem não acreditar na GLOBO, deputados aparecendo condenando a GLOBO e elogiando a RECORD, um gráfico que indicava a queda da GLOBO e o aumento da RECORD em share ( unidade que mede a porcentagem de televisores ligados) o que segundo a emissora justificaria os "ataques".

Mas o pior estava por vim, antes de acabar o Jornal da RECORD, Celso Freitas falou sobre uma pesquisa do site TERRA que pergunta: De que lado você está na ''guerra'' entre Record e Globo?
O site que que tem parceria com a emissora diz que cerca de 42% apoiam a RECORD e 31% a GLOBO, 27% dos internautas disseram que nenhuma das duas está certa. No fim do jornal, os âncoras Ana Paula Padrão e Celso Freitas disseram que por parte da RECORD não existe nenhuma guerra.

OPINIÃO

A GLOBO quando noticiou o caso Edir Macedo mostrou quem ele era, o que ele tinha, que seu maior patrimônio é a RECORD, e do que ele estava sendo acusado. Mostrou a opinião dos dois lados da notícia, inclusive o advogado do bispo disse que a acusação era uma maneira de frear o crescimento da UNIVERSAL e da RECORD.

Já a RECORD tentou de tudo quanto era jeito falar mal da Globo, mostrou coisas muito antigas, especulações, mostrou só o lado que a favorecia, nem sequer disse do que Macedo estava sendo acusado, fiéis com raiva da GLOBO, fiéis ricos e famosos da UNIVERSAL que disseram que o dízimo ajudou eles a prosperaram.

No fim das contas a RECORD é quem sai perdendo pois toda a credibilidade de seu jornal vai por água à baixo, a GLOBO mostrou muito jogo de cintura a noticiar o caso, nunca pensei que a PADRÃO fosse perder tanto o nome que também definia sua qualidade como apresentadora.


VÍDEO: Celso Freitas detonando a IURD no "Globo Repórter"

O jornalista Celso Freitas, hoje, defende a camisa da Rede Record e, consequentemente, a da Igreja Universal do Reino de Deus. Porém, no passado, não era bem assim. Veja!


Por enquanto é só.